Doe o seu melhor

30.6.13


Doe sempre. Doe tempo, doe livros, doe ideias, mas doe com consciência. Tua doação pode ser de coração, mas o objeto da sua doação estiver rasgado, manchado, esfiapado, estragado, fora da validade, faltando zíper, sujo, então será apenas um reflexo do que há no seu coração. Sempre se pergunte: Isso que eu estou doando, será que eu gostaria de receber como doação se estivesse nas mesmas condições dessa pessoa?

Tem gente que acha que por uma pessoa ser "mais pobrezinha" deve aceitar de bom grado coisas velhas e irrecuperáveis. É falta de compaixão, de educação e de bom senso tremendas quando alguém pede para que as pessoas doem livros porque tem uma biblioteca comunitária, e o doador dá um monte de revista velha e livros velhos, se despedaçando, quando doam revistas semanais que não servem nem mais pra recorte e atividades recreativas, fedendo a bolor, a mijo de rato e cheias de aranhas, simplesmente porque considera os donatários desprovidos de recursos.

Pensa bem na tua doação. Teu coração diz que é certo doar, mas reflita sobre a tua ação. Não adianta doar de coração e boa vontade um monte de coisas podres que não têm uso pra você e não terão mais uso pra ninguém. Seja solidário, mas aprenda a agir com solidariedade.

Pra uma pessoa que está em condições mais adversas que você, DOE O SEU MELHOR. Se uma pessoa é mais pobre que você, doe para ela o equivalente àquilo que você tem sobre a sua mesa na hora do almoço - O MELHOR.

Amanhã ou depois essa pessoa poderá estar numa posição melhor que você, e talvez você precise dela para dar um passo adiante, a gente nunca sabe o que será. O mundo dá voltas não é mesmo? E já pensou se essa pessoa resolver agir com você da mesma forma como você agiu com ela, sem a menor consciência?
Pense antes de doar qualquer coisa. Aprenda a doar. Doe o seu melhor.

Daniele Carneiro - Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com
Foto e arte: Juliano Rocha - Crianças da Escola Rural Municipal do Anhaia, em Morretes, na Oficina do Livro da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa.

Leia mais:

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe