Como montar uma Biblioteca Itinerante

16.6.13

A criação de uma biblioteca itinerante é mais simples do que pode parecer.


1.

Em primeiro lugar, a pessoa deve ter à disposição um meio de locomoção que comporte caixas para armazenar os livros e levá-los aos locais escolhidos. No meu caso, utilizo meu próprio automóvel.


2.

Escolha o público alvo: crianças, adultos, adolescentes ou todos eles.


3.

Adquira caixas: que podem ser de plástico, de madeira ou outro material resistente. Não indico as de papelão, pois, elas ficam úmidas e não preservam os livros.

4.

Separe os livros nas caixas por idade: adultos, infantis, juvenis. Se tiveres criatividade, as caixas podem ser enfeitadas e identificadas.

5.

Para a arrecadação dos livros: escreva um textinho breve, solicitando ajuda aos amigos e parentes, descrevendo seus planos e envie por e-mail, coloque também este pedido nas redes sociais.

6.

Crie uma página de divulgação: Muito legal seria criar uma página destinada ao trabalho, criando um nome bem bacana e simpático. A minha biblioteca se chama Estrela do Saber e já tem até um logotipo. Assim que conseguires juntar cerca de 30 livros para cada faixa etária, mais ou menos, poderás iniciar o trabalho. Mas nunca pare com a arrecadação de doações, pois os livros se perdem, alguns não são devolvidos, outros danificam-se principalmente os infantis.
7. Não crie burocracia. O ideal é que a biblioteca seja livre. As pessoas pegam emprestado e devolvem quando terminarem de ler. Este tipo de projeto deve ser libertário

8.

Eleja os locais que serão visitados: fale com os líderes comunitários ou associações de moradores para que a visita da biblioteca itinerante tenha um dia e hora definidos, assim, as pessoas estarão preparadas esperando. Esta maneira é a mais aproveitável, mas nada impede que se chegue mesmo sem avisar e se coloque os livros à disposição dos moradores.

9.

Também é interessante a confecção de panfletos falando sobre a biblioteca: para que sejam distribuídos junto à comunidade, pedindo que os próprios moradores ajudem a divulgar.

10. 

Pronto! Agora é só circular com sua biblioteca linda e encantada que fará a alegria de muitas pessoas, gerando um círculo de educação, cultura, conscientização e formação de caracteres.

Leticia Tafra da Fontoura é coordenadora do G-MÃO - Grupo de Mãos em Ação e colaboradora do blog Bibliotecas do Brasil.
Fotos: G-MÃO




Leia mais:

VocÊ pode gostar também

4 comentários

  1. Sou fã de carteirinha da Letícia Tafra, menina de ouro que pensa e age em prol de seu semelhante.
    Cada dia seu é em busca de melhorias para todos.
    Parabéns a todos vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas a admiração é recíproca minha querida! Teu trabalho amoroso e incansável merece nossas palmas!

      Excluir
  2. Oi, muito legal a iniciativa e o tópico.
    Gostaria de saber se existe algum tipo de impedimeno relacionado a direitos autorais em bibliotecas itinerantes?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De Angelis Pimentel, qualquer pessoa pode montar e circular com sua biblioteca itinerante! Crie um nome bacana e original e siga as dicas da página Bibliotecas do Brasil!!! Boa sorte!

      Excluir

Subscribe