Empurra-empurra burocrático ameaça fechar biblioteca comunitária de Contagem/MG

20.6.13

Biblioteca comunitária em Contagem/MG que atende cerca de 1300 pessoas da região está ameaçada de fechar as portas. Matéria do G1. Acesse o Facebook da Biblioteca Comunitária Messias de Freitas.

Uma biblioteca comunitária localizada no Bairro Amazonas, em Contagem, está sendo obrigada a fechar as portas. O local, que atende cerca de 1300 pessoas da região, recebeu ordens do poder estadual de entregar o espaço ao município. A dupla dos Parceiros do MGTV Fred e Rafael foi até o local conversar com voluntários e frequentadores que estão revoltados com a situação. Assista o vídeo. Fundada há 22 anos, a biblioteca conta com um acervo de 11 mil exemplares, entre livros e revistas. Quem trabalha no lugar são voluntários que ajudam na manutenção com doações de livros e venda de papéis para reciclagem.


Uma das fundadoras, Cristina Carísio, conta que a administração da biblioteca informada pela Gerencia do Centro Social Urbano (Cesu) que iria ser fechada por um pedido do governo estadual. “Eles informam pra gente que tem que entregar ao município o espaço todo desocupado e portanto temos que sair, e o município nos informa que ainda não pode dar nenhuma resposta, nenhuma solução, porque ainda pertence ao estado”, explica.

Pra quem dedicou a vida aos trabalhos voluntários, e viu muita gente progredir graças aos livros, imaginar que o lugar pode fechar é triste. A estudante Luciana Vieira demonstra sua indignação com a notícia de que a biblioteca vai fechar as portas. “Eu passei grande parte da minha infância e da minha adolescência lendo os livros aqui da biblioteca”, conta.
Uma das fundadoras, a pedagoga Lucia de Fátima se emociona ao lembrar que a biblioteca foi inaugurada graças ao trabalho de muitas donas de casa, que se uniram nesse projeto. “A gente fez com o coração e até hoje os meninos que estão aqui fazem com o coração”, diz.


A vice presidente Mirian Terezinha de Assis afirma que vai fazer de tudo para dar continuidade ao trabalho. “Eu não vou retirar um livro daqui, vou retirar documentos que nós precisamos e depois nós vamos trabalhar do lado de fora na rua”, ressalta.

A Secretaria Estadual de Cultura informou que não administra o Cesu, onde está a biblioteca, e que a responsabilidade pelo local é da prefeitura de Contagem. Já a prefeitura informou que, até o momento, não foi firmado nenhum convênio ou acordo para transferir o Cesu para o município. Mesmo assim, a Secretaria Municipal de Educação disse que já está estudando, com voluntários, alternativas para o funcionamento da biblioteca em outro lugar.


Arte: Juliano Rocha
Imagens: downloadcollection.comstorify.com e Tito Perez

Leia mais:

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe