8 passos para a sua biblioteca expandir o acervo de muitas outras

2.6.13

Você tem uma biblioteca comunitária que está com excedente de livros? Arrecadou muitos livros através de campanhas e da doação espontânea de colaboradores, e agora a biblioteca tem mais livros do que frequentadores? Acompanhe as nossas sugestões para melhorar a circulação de livros da sua biblioteca comunitária, e ainda por cima, colaborar com o acervo de outras bibliotecas.




É bonito ver uma biblioteca comunitária com estantes cheias, vistosas, repletas de livros. Mas acontece de algumas terem tantos livros estagnados que parecem visivelmente 'entulhadas'. Isso não significa que a biblioteca esteja atingindo um grande número de leitores, principalmente quando as estantes estão muito cheias e torna-se difícil até de retirar um exemplar delas. Também não é legal quando acontece de ter livros acomodados em prateleiras muito altas, inalcançáveis aos leitores.


Foto: Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa (Creative Commons)

Ruim mesmo é quando um leitor busca um título, você sabe que tem ele em seu acervo, mas não consegue encontrar porque a biblioteca está muito lotada de livros, e eles estão desorganizados. Até em bibliotecas públicas isso pode acontecer. Esse é um convite aos organizadores de bibliotecas comunitárias, que assim como nós, querem também que outras comunidades de leitores tenham acesso aos livros é possível colaborar com o acervo de outras bibliotecas comunitárias a partir de nossos próprios acervos.


1. Reveja sua estante. Faça o exercício de desapego. Encare o fato de que alguns livros não despertam o interesse do perfil de leitores que frequentam a sua biblioteca, mas podem servir para o acervo de outras bibliotecas. Doando o excedente de livros a sua biblioteca vai ficar muito mais bonita, os livros que despertam o interesse de seus leitores ficarão bem mais visíveis e acessíveis, e a biblioteca deixará de ter aquele visual carregado, desorganizado;

2. Tente não acumular muitos livros em caixas, depósitos, prateleiras ou cantos inacessíveis. Livros parados significam que ali existe um conhecimento não compartilhado, não perpetuado. Doe os livros que não encaixam muito bem no acervo de sua biblioteca comunitária para outras iniciativas de incentivo à leitura;

3. Livro parado é prejuízo para quem comprou, para quem doou, e principalmente para quem não está lendo. Livro parado vira depósito de pó e refeição de insetos oportunistas. Faça com que os livros continuem circulando. Encaminhe os livros em bom estado que não estão circulando entre seus leitores para outras bibliotecas que estejam precisando. Ofereça socorro às bibliotecas que estão iniciando agora com os livros do seu acervo que são repetidos, ou que não são muito emprestados;


Foto: Daniele Carneiro - Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa (Creative Commons)

4. Ajude a montar feiras solidárias de doação de livros, compartilhe com outras bibliotecas comunitárias os livros que estão parados em suas prateleiras. Uma biblioteca comunitária pode colaborar ativamente com o desenvolvimento de outras bibliotecas;

5. Esteja sempre informada(o) sobre as bibliotecas comunitárias em desenvolvimento em sua cidade, ou em regiões próximas. Use a internet para ficar por dentro das iniciativas de incentivo à leitura com as quais você possa colaborar. Converse com as pessoas, use as redes sociais para compartilhar informações, sempre tem alguém por dentro do assunto que pode te ajudar a localizar essas iniciativas;



6. Doar os livros que não estão circulando entre os leitores que frequentam a sua biblioteca, é também uma maneira de se colocar mais próximo do desenvolvimento de outras comunidades, e potencializar o alcance de sua biblioteca. Veja a doação como uma forma de abraçar também outros projetos de incentivo à leitura, compartilhando experiências e trocando informações, ampliando seus horizontes;

7. Compartilhar com outras bibliotecas comunitárias tudo aquilo que está em bom estado e que não está sendo utilizado sua biblioteca. Essa atitude também pode ser estendida aos materiais escolares, brinquedos, móveis e estantes, enfim, o que tiver parado, sem uso, pode ser muito bem reutilizado para atender as demandas de outros espaços de cultura e bibliotecas comunitárias;

8. Não abandone livros nas estantes e prateleiras. Se já foi lido, passe adiante, empreste, doe. Vamos continuar movimentando o ciclo da leitura e da solidariedade. Através de suas mãos faça com que a sua rua, cidade ou comunidade tenham muito mais pessoas lendo, e torne os livros acessíveis ao maior número de leitores. Se todos se ajudam, todos ganham.




Daniele Carneiro - Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com
Fotos: Daniele Carneiro e Juliano Rocha - Creative Commons
Artes: Juliano Rocha - Bibliotecas do Brasil
Inscreva-se em nossa newsletter gratuita

VocÊ pode gostar também

1 comentários

  1. Daniele, mto interessante o seu texto. Bibliotecas lotadas de livros que nao circulam é sinal de alerta. Nao atende o perfil do público ou mesmo a biblioteca deve repensar a sua forma de atrair o leitor. Achei legal a ideia da troca de livros entre as bibliotecas comunitárias.

    ResponderExcluir

Subscribe