All Hallows Read - Dê um livro de presente no Halloween

O escritor Neil Gaiman lançou uma campanha para estimular a leitura de livros de terror.

Exposição Cartonera Bibliotecas do Brasil em Curitiba

Venha prestigiar a primeira exposição dos nossos livros cartoneros no Centro Universitário Claretiano.

Bibliotecas do Brasil Inbox #29

Essa newsletter tem textos que falam do livro Fahrenheit 451 e uma sociedade mais tolerante e Dostoiévski: sufocante!.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Bibliotecas do Brasil Inbox #29

Na edição 29 Bibliotecas do Brasil Inbox, temos um texto do Juliano sobre o livro Fahrenheit 451 e como a xenofobia não tem lugar em uma sociedade avançada, um texto emocional da Daniele sobre o Dostoiévski e suas memórias da Livraria Ghignone. Além dos já famosos selinho da semana, dica para bibliotecas, agenda cultural, notícias da semana, dica de livro e o relato de uma leitora.

O que é a Bibliotecas do Brasil Inbox?
Toda semana, às quartas-feiras enviamos um e-mail com conteúdo novo e exclusivo para assinantes sobre o mundo das bibliotecas livres, iniciativas de incentivo à leitura e o mundo cultural. Sempre com uma visão pessoal do que encontramos pelo caminho ao divulgar e conhecer essas pessoas que estão mudando o mundo, uma biblioteca livre de cada vez.
Assine gratuitamente nesse link e já receba de brinde todas as edições que enviamos até agora:


Inscreva-se aqui na newsletter Bibliotecas do Brasil Inbox

* indicates required
Powered by MailChimp



Arte: Juliano Rocha - Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

All Hallows Read - Dê um livro de presente no Halloween

O escritor Neil Gaiman, conhecido pela história em quadrinhos do Sandman e pelo livro Deuses Americanos, lançou uma campanha em 2010 que chama-se All Halows Read (algo como Todos os Abençoados Leem). Essa campanha tem o objetivo de fazer com que as pessoas além de dar doces nesta época do ano em que é comemorado o Halloween, distribuam livros de terror adequados com a idade de quem veio pedir doces.
É sempre bonito ver que a literatura pode ser compartilhada de diversas formas e nos locais e eventos mais impensáveis. Você também pode participar dessa ideia, é só doar, emprestar ou comprar para alguém um livro de terror na semana do Halloween (entre 24/10 e 31/10). Essa é a ideia, simples e efetiva, para despertar nas crianças o desejo de mergulhar em mundo diferentes e passear por histórias que normalmente não viveriam, mas que a literatura permite que elas visitem.


Veja mais no site da campanha, onde tem um vídeo do próprio Neil Gaiman explicando como funciona: http://www.allhallowsread.com.

Texto: Juliano Rocha - Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com

Leia mais:




  • Halloween na biblioteca
  • Lembrancinhas de Halloween para bibliotecas comunitárias
  • Casinhas de Halloween!
  • domingo, 26 de outubro de 2014

    O Consertador de Coisas na Feira do Livro de Porto Alegre


    A escritora Milene Barazzetti convida para o lançamento e sessão de autógrafos da obra "O Consertador de Coisas, no sábado, dia 01/11/2014 às 15h. Local: Praça de Autógrafos da 60ª Feira do Livro de Porto Alegre.

    sábado, 25 de outubro de 2014

    Exposição Cartonera Bibliotecas do Brasil em Curitiba

    O blog Bibliotecas do Brasil convida seus leitores para prestigiar a primeira exposição dos nossos livros cartoneros.


    Pela primeira vez a Biblioteca do Centro Universitário Claretiano em Curitiba abrirá suas portas para uma exposição de livros cartoneros. Na Exposição Cartonera Bibliotecas do Brasil os alunos do Centro Universitário Claretiano, visitantes e o público presente poderão conhecer os livros cartoneros, que são livros artesanais feitos com papelão reciclado, cortados, costurados e pintados um a um com capas belíssimas e diferentes, em tiragens pequenas e numeradas.


    A exposição entrará em cartaz no dia 01/11/2014 (sábado) e fica aberta até o dia 14/11/2014 (sexta-feira). Serão expostos na Biblioteca 15 exemplares da Cartonera Bibliotecas do Brasil, livros independentes produzidos pelos editores cartoneros, Juliano Rocha e Daniele Carneiro, que poderão ser adquiridos após o término da exposição. Os livros ficarão em exposição na Biblioteca do Centro Universitário Claretiano durante o horário de atendimento da faculdade (confira abaixo).

    Movimento Cartonero:




    As cartoneras nasceram na Argentina em meio à uma crise econômica, e como a necessidade é a mãe da invenção, escritores e poetas independentes começaram a produzir livros impressos em pequenas gráficas e com as capas feitas de papelão, normalmente reciclado, pintadas uma a uma. Fazer um livro cartonero ("cartoneras" são as mulheres que recolhem recicláveis e principalmente papelão nas ruas de Buenos Aires) é uma atitude de independência, auxilia a reciclagem daquilo que até pouco tempo atrás seria considerado lixo e permite que escritores iniciantes e independentes entrem no mercado editorial.


    Essa mistura de fanzine com livro tradicional criou uma alternativa onde poetas e novos escritores possuem uma voz e não mais precisam esperar alguma grande editora um dia, quem sabe, ler seu manuscrito. Como a internet dá voz para todas as vozes os livros cartoneros dão voz para todos os escritores. Suas capas únicas são excelentes meios para divulgar o trabalho de artistas plásticos e agregar valor ao livro, pois ele será um exemplar único em meio aos milhares de exemplares idênticos produzidos pelas grandes editoras

    Exposição Cartonera Bibliotecas do Brasil
    Em cartaz de 01/11/2014 até 15/11/2014 na Biblioteca do Centro Universitário Claretiano
    Endereço: Avenida Presidente Getúlio Vargas, nº 1193 - Em frente à Praça Ouvidor Pardinho.
    Bairro Rebouças – Curitiba/PR. Fone: 0800 725 1881
    Horário de Atendimento: De segunda à sexta das 8h às 20h e sábado das 7h às 17h.
    A exposição é gratuita e aberta ao público.

    Saiba mais sobre os livros cartoneros: 

    Páginas que estimulam a leitura: Capitu Lê


    No dia 22 de Outubro a página Capitu Lê completou seu primeiro mês no Facebook. Montado pela pedagoga Jacqueline Carteri, a página faz parte de um projeto pessoal da Jacqueline em colaborar e participar ativamente na divulgação de iniciativas literárias e de incentivo à leitura
    existentes no Brasil e no mundo. Juliano Rocha, editor do blog Bibliotecas do Brasil desenvolveu essa logo para a página da Jacqueline, que é o rosto da gata da Jacque, a Capitu e no fundo uma carta com a letra de Machado de Assis. Belíssima arte que a Jac adorou. Ela também mantém o grupo Compartilhando Leituras, onde os participantes podem compartilhar suas leituras favoritas. Acompanhe a página Capitu Lê no Facebook.

    É assim que a página Capitu Lê se define:

    Pagina de fomento à leitura que pretende divulgar eventos literários, dicas, sugestões, matérias e atividades de incentivo à leitura e a literatura. Muito se fala de leitura nos dias atuais e sua importância para o desenvolvimento intelectual do ser humano, muito se fala sobre redes sociais e seus valores. Então por que não unir as duas coisas e criar um espaço na rede, onde todo mundo está conectado, para discutir leituras? Mensagens de incentivo, publicações de páginas semelhantes, matérias interessantes, sugestões de leitura, dicas de livros e espaços literários, eventos, vamos tentar trazer de tudo um pouco para quem gosta de ler e tentar incentivar ainda mais o gosto pela leitura e literatura!


    Palavras da Jac Carteri

    Há um mês, coloquei no ar a página Capitu lê além de vir aqui agradecer todas as curtidas, venho também dividir com vocês o que me fez mais feliz nesse período! Ouvimos, diariamente que o brasileiro não lê, não é mesmo? Mas como pode alguém não ler, curtir livros, discutir leituras, desenvolver projetos literários, promover eventos, divulgar e fomentar a leitura? O que acontece?
    Todos os dias eu busco novas notícias para dividir com vocês (e pasmem!) todos os dias eu encontro diversas, infinitas e criativas iniciativas de incentivo à leitura, de pessoas fisicas, de empresas, de órgãos públicos, instituições.
    Todos os dias tem gente espalhando leitura!
    É claro que não somos um país leitor como gostaríamos, estamos longe da perfeição, mas se existe oferta, é poque existe a procura!
    Então, por mais cômodo que seja repetir este discurso, vamos acreditar que o brasileiro lê sim, está lendo e quer ler cada vez mais! Vamos contribuir para isso, cada um do seu jeitinho e como diz Bartolomeu Dias de Queirós, no seu texto Ler é somar, "Não há, portanto, ofício maior do que esse de devolver ao sujeito a sua história. E todos somos fio e filho dessa trama. É tempo de abrir mais passagem para a literatura e presentear a vida e o mundo com mais leitores". Obrigada a todos!

    Leia mais:

    quinta-feira, 23 de outubro de 2014

    Bibliotecas do Brasil Inbox #28


    A Newsletter Bibliotecas do Brasil Inbox # 28 dessa semana trouxe para os assinantes dois textos inéditos sobre como os astronautas nos ensinam a combater nossos medos e os "blackout poems" do autor Austin Kleon, além de dicas para bibliotecas, selinho da semana, uma indicação de leitura muito legal, os eventos literários mais interessantes que estão para acontecer nos próximos dias, e um conteúdo interessante, agradável e gratuito para complementar a sua semana.

    O que é a Bibliotecas do Brasil Inbox?
    Toda semana, às quartas-feiras enviamos um e-mail com conteúdo novo e exclusivo para assinantes sobre o mundo das bibliotecas livres, iniciativas de incentivo à leitura e o mundo cultural. Sempre com uma visão pessoal do que encontramos pelo caminho ao divulgar e conhecer essas pessoas que estão mudando o mundo, uma biblioteca livre de cada vez.
    Assine gratuitamente nesse link e já receba de brinde todas as edições que enviamos até agora:


    Inscreva-se aqui na newsletter Bibliotecas do Brasil Inbox

    * indicates required
    Powered by MailChimp



    Arte: Juliano Rocha - Bibliotecas do Brasil
    contato@bibliotecasdobrasil.com
    Fotos: Nasa e Austin Kleon

    Conheça as atrações da Cartonera Bibliotecas do Brasil

    Nos últimos meses estamos com todas as nossas energias focadas em nossos livros artesanais, o nosso primeiro livro autopublicado, a Cartonera Bibliotecas do Brasil. Conhecemos o movimento cartonero em maio de 2014 em nossa viagem para Porto Alegre, que você pode acompanhar aqui pelo blog. Foi no lançamento do livro-arte do Jornal Boca de Rua e na Mostra de Saraus na FestiPoa Literária que conhecemos pessoas extraordinárias como o Julio Souto da Maria Papelão Editora e a Rosina Duarte do Jornal Boca de Rua, que nos mostraram o que era um livro cartonero.


    O Julio Souto nos mostrou um exemplar da cartonera "A Única Voz" de Wilson Freire lançado pela Mariposa Cartonera e também um exemplar de "Tempo Embalado Para Apodrecer" de Luiza Casanova, lançado pela Maria Papelão. Depois desse evento fomos conhecer a Palavraria Livros e Café no Bonfim, e lá encontramos a cartonera "A Única Voz" para comprar. Voltamos de Porto Alegre simplesmente apaixonados pelos livros cartoneros e decididos a fazer a nossa cartonera, que foi lançada em agosto. Desde agosto fizemos 2 reimpressões, num total de 60 cartoneras confeccionadas.


    Temos dois exemplares disponíveis para venda da Cartonera Bibliotecas do Brasil comemorativos da Feira do Livro de Araucária - confira as cartoneras disponíveis na primeira foto desse post. Os livros são feitos um a um artesanalmente. Eles são numerados e únicos - o conteúdo é igual em todos mas as capas são diferentes. Os livros são artesanais produzidos por duas pessoas em pequenas tiragens. Para a Feira do Livro de Araucária produzimos 30 livros cartoneros.

    Das duas cartoneras que ainda temos disponíveis dessa edição comemorativa, a cartonera amarela é o exemplar nº 05 e a cartonera verde é o exemplar nº 07. Novos exemplares só na próxima reimpressão. Esses são os dois últimos, então aproveite o momento!

    Os livros cartoneros são inteiramente de nossa autoria, desde a criação dos textos, seu projeto editorial, a coleta e o corte do papelão, a pintura das capas e a costura das páginas. Tudo é feito pensado para apresentar nossos textos e nossa arte da melhor maneira possível aos leitores. Todas as capas são diferentes, não se repetem. Ao adquirir a sua cartonera, você está comprando um livro único que somente você terá com aquela arte de capa. Para o interior dela selecionamos os melhores textos da newsletter Bibliotecas do Brasil Inbox e mais dois textos inéditos dos editores do blog, Daniele e Juliano, e ilustrações entre as páginas do Juliano. Para conhecer como é a Cartonera Bibliotecas do Brasil, o nosso primeiro livro artesanal, autopublicado e seu conteúdo, acesse esse post onde é possível comprá-las e receber em casa.

    E em seu interior você encontrará 80 páginas com as ilustres presenças de: Truman Capote - Mandela - Livros Livres - Woody Allen - Basquiat - Camus - Stamira - Doação - Bibliotecas Livres - Direitos dos Animais - Drauzio Varella - Buñuel - Biblioteca Escolar - Futuro - Thoreau - Moradores de Rua - Direitos Humanos - Bill Clinton - Solidariedade - Jazz - Arte - Diários - Literatura - Cinema e Textos Inéditos.

    Lançamento da Cartonera Bibliotecas do Brasil junto à Minibiblioteca do Sossego no Parque Gomm em Curitiba


    Edição comemorativa da cartonera para a Feira do Livro de Araucária 2014

    O processo de confecção e a arte das capas da Cartonera Bibliotecas do Brasil

    Daniele Carneiro - Bibliotecas do Brasil
    contato@bibliotecasdobrasil.com
    Fotos: Daniele e Juliano Rocha
    Arte do cartaz: Juliano Rocha

    Leia mais: 

    1ª Feira do Livro Independente em Novo Hamburgo


    1ª Feira do Livro Independente em Novo Hamburgo + Ação Multicultural, acontece no dia 25/10/2014 a partir das 10h, no Calçadão Oswaldo Cruz, Centro. A Feira do Livro Independente terá exposição de arte, mercado de pulga, debates, sarau, microfone aberto, bandas e claro, livros independentes!
    Evento imperdível que contará com livros, editoras e autores independentes, livros usados e seminovos, temas alternativos + Ação Multicultural: Exposição de arte #açãoartecontemporaneaindependente , Mercado de Pulga, Debate, Sarau, Microfone aberto, Música e mais!
    Realização em parceria do Coletivo Luneta e Coletivo Consciência Coletiva. Mais informações na página do evento no Facebook e na página do Coletivo Consciência Coletiva.



    Leia mais: