Biblioteca do Santander Cultural e exposição do Vik Muniz

8.6.14

Um dos principais locais que queríamos conhecer em nossa viagem para Porto Alegre era o Santander Cultural. Nós já sabíamos que a sua biblioteca tem horário amigável e abre aos sábados, domingos e feriados. Ao planejar os lugares que visitaríamos descobrimos que estava para entrar em cartaz a exposição do artista Vik Muniz na área destinada às mostras de arte. 


Com todas essas expectativas adentramos o prédio histórico na Praça da Alfândega e pudemos então apreciar a exposição “Vik Muniz, O Tamanho do Mundo”. Percebemos como o prédio com seus vitrais no teto é de uma beleza ímpar, no seu estilo art nouveau e com a iluminação torna-se ainda mais imponente. Em uma abrangente seleção da obra do artista que permite às pessoas que ainda não travaram contato com seu trabalho, possam compreender sua maneira de pensar e sua forte manipulação das imagens da cultura popular para questionar o atual estado das coisas.

Obra Nail Fetish da série Relicário de 2010

Sarcophagus Tuppeware de 2010

The Origamist, 2010

Vik Muniz consegue transformar o banal em arte mas também altera aquilo que conhecemos em realidades alternativas, brincando com nossos sentidos ao tentarmos entender se o objeto que vemos é real ou uma criação do artista, como na série relicário e suas bonecas em formol, ou na roupa de batismo de um monstro de 10 metros de altura que por si só consegue ser muito mais assustadora que boa parte dos filmes de terror em cartaz. A própria história é recontada em peças que tiram sarro de como preservaríamos as múmias na nossa sociedade consumista atual até uma cafeteira pré-colombiana.
Caso queira conhecer um pouco mais da história do Vik Muniz uma boa escolha é assistir o documentário "Lixo Extraordinário", que mostra a produção de uma série de obras em que o artista fez reproduções gigantes com lixo reciclado de obras famosas da História da Arte, com o auxílio da comunidade de catadores de recicláveis do Jardim Gramacho, e conta também a história do próprio artista.

Cafeteria Pré-colombiana, 1989/2010

Dani Carneiro observa o Batismo do Monstro, obra de 1992

Série Earthworks de 2002
Obra WWW (2008) feita com peças de computadores antigos

Após visitarmos da exposição, dias mais tarde retornamos mais vezes para ver as obras com mais detalhes, e visitamos a Biblioteca do Santander Cultural. A biblioteca é formada por três salas: na primeira fica a área de atendimento, o acesso à internet com computadores disponíveis para utilização dos visitantes e uma área de leitura. Em uma outra sala estão os livros já catalogados e existe mais uma aconchegante sala de leitura com periódicos à disposição. Apesar do pouco espaço ela é muito acolhedora, quente para os dias de inverno que enfrentamos em Porto Alegre, e consegue manter a concentração de quem precisa estudar ou ler mesmo em meio aos barulhos do Centro da cidade.

A Biblioteca do Santander Cultural é pública e oferece aos seus visitantes livros de comunicação, design, fotografia, arqueologia e muitos outros.


A Dani achou o livro Uma História Social do Conhecimento do Peter Burke e ficou um tempo mergulhada em sua leitura.


Frequentadores da biblioteca que utilizam os computadores disponíveis

A enorme variedade de livros é o ponto forte da biblioteca. Nos chamaram a atenção os livros sobre arte contemporânea e de arte clássica. Vimos livros excelentes de cinema, teatro, história, antropologia, literatura e música. Os livros ainda não podem ser emprestados pois estão sendo catalogados, mas o bibliotecário Rafael Antunes nos disse que assim que esse processo termine, o público poderá fazer os empréstimos. A biblioteca abre aos sábados, domingos e feriados e é uma excelente opção para aqueles que querem mergulhar na literatura nos dias em que quase todas as outras bibliotecas estão fechadas.


Eu também puder ter uma tarde dedicada à leitura e pesquisa. Em uma biblioteca assim tão caprichada, leitores apaixonados como nós não querem mais ir embora. 


As horas parecem voar para os apaixonados pelos livros, por pesquisas e principalmente pela leitura. A Biblioteca do Santander Cultural é equipada com tantos recursos maravilhosos, que uma tarde inteira não foi suficiente para conter nossa fome de conhecer mais detalhes daquele acervo impressionante. A sala de leitura tem esses sofás e poltrona espetaculares, uma verdadeira demonstração de cuidado com quem frequenta a biblioteca. Destacamos também a iluminação da biblioteca que faz toda a diferença para quem precisa passar algumas horas fazendo pesquisas e lendo. Tudo muito caprichado e perfeito. Pretendemos voltar em breve para Porto Alegre para dedicar mais tempo à essa incrível biblioteca que nós simplesmente amamos.


Visitamos também o subsolo do prédio que contém uma exibição permanente sobre a história do prédio e da economia, passamos pelo Café do Cofre que, como o nome diz, foi construído dentro do antigo cofre do banco. Passamos pelo Restaurante da Moeda e pelo Cine Santander Cultural que estava com a exibição de filmes do X Fantaspoa. Visitamos com muito desejo a loja Koralle que é especializada em livros de todos os ramos da arte e contém materiais artísticos para venda, próprios para desenhistas e artistas plásticos. Infelizmente os itens não possuíam preços visíveis, então não sabemos se os produtos estavam com bons preços ou não.

Entrada do Cine Santander Cultural.


No subsolo estão cofres antigos e a exposição permanente sobre a história da economia e do prédio.


O Santander Cultural é um local que deveria existir em todas as cidades brasileiras, pois consegue concentrar de forma gratuita e bastante dinâmica, oportunidades para que as pessoas entrem em contato com diversos ramos da cultura. Quando puder, faça uma visita demorada a este local e perca-se no mundo da arte, do cinema e da leitura.

Informações
Exposição Vik Muniz, O Tamanho do Mundo ficará aberta até 10 de agosto de 2014
Entrada gratuita.
A Biblioteca Santander Cultural abre de terça-feira a sábado das 10h às 19h e domingos e feriados das 13h às 19h. Não abre no 1º domingo do mês.
Endereço: Rua Sete de Setembro, 1028 - Centro Histórico - Porto Alegre/RS.

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe