Bibliotecas mudam o mundo: Biblioteca Pública de Ferguson/EUA

28.4.15

Durante tempos difíceis a biblioteca é um oásis de tranquilidade onde você pode recuperar o fôlego, aprender e pensar sobre o que fazer a seguir. Por favor mantenha o seu oásis pacífico e sereno. Obrigado!
A cidade americana de Ferguson que fica no Missouri no final do ano passado foi muito noticiada por causa de um júri que decidiu não indiciar – e mais para frente também não julgar – Darren Wilson, um policial branco que atirou e matou Michael Brown, um jovem negro desarmado. Ao saber dessa decisão protestos que já estavam acontecendo desde agosto, tomaram força e as ruas da cidade e de diversas outras cidades dos Estados Unidos e da Europa foram tomadas pelo apoio de milhares de pessoas. Em meio aos protestos que em alguns locais tornaram-se violentos, e entre repreensões violentas por parte da polícia, um espaço cultural mostrou-se um oásis de racionalidade e um lugar onde as crianças e todos aqueles que procuram conhecimento podem se refugiar: a Biblioteca Pública Municipal de Ferguson.


As escolas da cidade foram fechadas por medo da violência, mas a biblioteca decidiu abrir em meio aos protestos e dar às pessoas um local silencioso para leitura, descanso e onde procurar informação. Essa foi a mensagem da biblioteca no Twiter no dia que foi divulgada a decisão do júri: “Nós estamos abertos das 9:00 às 16:00. Wi-fi, água, descanso, conhecimento. Estamos aqui para você. Se os vizinhos têm crianças, avise-os que os professores também estão aqui hoje”.
Essa demonstração de resiliência, de compreensão da importância de uma biblioteca em uma comunidade em situação de risco chamou a atenção de pessoas do mundo inteiro.


As doações para a biblioteca deram um pulo e pelo correio também começaram a chegar diversas doações de livros. Nas redes sociais todos cobriram a biblioteca de carinho e elogios e o assunto espalhou-se como um pequeno vislumbre de que um futuro de paz era possível para Ferguson. A biblioteca recebeu livros de mais de 7 mil pessoas somente dos Estados Unidos, e muitas voluntárias e voluntários começaram a se tornar mantenedores através de pagamentos via Pay-Pal para colaborar com o espaço. Essas doações chegaram a 350 mil dólares (quase o orçamento anual da biblioteca para o ano inteiro), entre os apoiadores estava o autor Neil Gaiman.

O diretor da biblioteca Scott Bonner
No começo de 2015 o diretor e único funcionário em tempo integral da Biblioteca de Ferguson, Scott Bonner, pediu no Twitter da biblioteca que as pessoas completassem a frase “Graças a uma biblioteca pública eu fui capaz de...”. E a resposta foi enorme, com diversos leitores e interações que nos trazem alegria de ver a importância de uma biblioteca na formação de cidadãos, no desenvolvimento de comunidades e em proporcionar não só um local onde o conhecimento é espalhado, mas um oásis de tranquilidade e segurança para todos. Leia alguns tweets abaixo:
#Graçasaumabibliotecapública eu tive um local seguro para ir após o colégio quando meus pais estavam trabalhando.
#Graçasaumabibliotecapública meus pais nunca tiveram que ter a conversa sobre sexo comigo, pq eu li tudo da @judyblume e da Anaïs Nin quando tinha 10 anos.
#Graçasaumabibliotecapública eu sobrevivi. A biblioteca se tornou meu local seguro quando me sentia insegura em todos os outros lugares.

Dê um like para essa belíssima biblioteca no Facebook e siga no Twitter, deixe uma mensagem para eles dizendo o quanto eles são importantes, caso possa, doe algo para mantê-la funcionando e faça uma visita em vídeo por suas aconchegantes instalações junto com seu diretor:


Ferguson Municipal Public Library
Endereço: 35 North Florissant Road - Ferguson, Missouri - EUA
Site: www.ferguson.lib.mo.us

Texto: Juliano Rocha - Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com
Via: Citylab - TPM
Fotos: Facebook da Biblioteca Pública Municipal de Ferguson

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe