Preparação para a volta às aulas

30.1.14

Selecionamos várias publicações do blog Bibliotecas do Brasil para ajudar quem está se preparando para o início das aulas das crianças.


Organize uma feira de doação de livros didáticos: Para as pessoas interessadas em dar uma destinação mais nobre e sustentável aos livros didáticos, essas são algumas etapas sugeridas pelo blog Bibliotecas do Brasil  para a organização de uma feira solidária de doação de livros. As feiras solidárias de doação podem ser feitas por pessoas que por inúmeros motivos têm uma grande quantidade de livros didáticos, mas não sabem exatamente o que fazer com eles. A feira pode ser feita inclusive na escola.


Conhece algum local que aceite livros didáticos escolares, apostilas de cursos de idiomas e de cursos pré-vestibulares?

Estamos em busca de bibliotecas comunitárias, iniciativas solidárias, grupos e movimentos de incentivo à leitura ou escolas que aceitem livros didáticos escolares (antigos e novos), apostilas de cursos pré-vestibulares, livros e cadernos de exercícios de cursos de idiomas. Procuramos algum local que aceite esse material preenchido ou em branco. Nós não conhecemos nenhuma biblioteca comunitária que aceite esse tipo de material, ou que tenha nos dito que aceite. Por isso, queremos tentar localizá-las e fazer uma lista de bibliotecas e iniciativas que recebem esse tipo de material para facilitar a vida daqueles que querem doar livros didáticos e apostilas usados, mas têm dó de enviar para a reciclagem.

Livros: o que podemos doar e o que podemos jogar fora? Nossa colaboradora Jacqueline Carteri conta como deve ser feita a seleção de livros antes de doar ou enviar para a reciclagem. Palavras de uma profissional que trabalha em biblioteca.

Reciclagem: Monte parcerias entre a sua escola ou biblioteca e cooperativas ou barracões de reciclagem, informe-se sobre o tema, e utilize na prática técnicas de sustentabilidade.


Livros, revistas e apostilas para reciclagemOrientações para a época de férias escolares.Todo final de ano é assim, precisamos fazer faxina em casa para poder decorá-la para o Natal e receber o ano que se aproxima com as energias renovadas. Mas o que podemos doar? O que podemos jogar fora?

Vandalismo e destruição de livros universitários: Vários alunos tem o péssimo hábito de pegar livros para estudar, e marcam os exemplares utilizando-se de canetas marca-texto com a maior naturalidade, sem levar em conta que aquele livro pertence à biblioteca da faculdade, e não é um objeto particular deles. Como um bem da faculdade os livros devem ser preservados por todos, para que todos os alunos possam utilizá-los agradavelmente. É muito ruim pegar um livro todo rabiscado e sublinhado com canetas marca-texto para fazer uma leitura. Conscientizar os alunos para não praticar vandalismo, e mostrar a melhor forma de fazer uso dos livros didáticos são um caminho para a preservação desse material.

Material escolar e livros usados, a sustentabilidade na prática: É possível diminuir os gastos com o material escolar das crianças no início de mais um ano letivo, praticando os conceitos da redução, reutilização e reciclagem. Pais, mães, alunos e educadores nos mostram como estão encontrando soluções para diminuir as despesas com o material escolar, e aplicar a prática da sustentabilidade na rotina escolar. É uma boa oportunidade para ensinar as crianças o valor real dos objetos, e ensiná-las que ao usar o material que elas já possuem, estão evitando o desperdício. Elas também podem aprender com outras crianças doando o material que não irão mais utilizar.


Com mutirões solidários é possível mudar uma comunidade para melhor: Para as pessoas que têm interesse em participar de maneira voluntária no desenvolvimento de uma comunidade, de um bairro ou de alguma região específica, há diversas maneiras de começar a fazer algo acontecer. São atitudes simples que facilitam a vida dos moradores de um local, não exigem gastos, e as atividades podem ser facilmente executadas. Sempre temos um conhecido ou alguém do nosso convívio que sabe resolver problemas, ou têm habilidades para realizar trabalhos que muitas vezes nós achamos complicados, mas a pessoa não acha. O bacana é reunir o talento ou a habilidade de várias pessoas que estejam interessadas em agir, e aplicá-las em prol da comunidade. Partindo desse princípio, deixamos aqui algumas dicas e orientações sobre mutirões solidários.

A importância das atividades contraturno: Jogos de tabuleiro, aulas de violão, aulas de canto coral, palestras educativas sobre cidadania e pátria, pintura artística em papel kraft, cama elástica e piscina de bolinhas. Bibliotecas comunitárias e escolas podem se unir para dar esse apoio às crianças.


Atividades educativas de incentivo à leitura: Comece o ano letivo com atividades que despertem o ânimo dos alunos para ler.



Faça uma oficina do livro: Faça atividades onde as crianças possam escolher os livros e gibis para levar pra casa de presente. Consiga revistas de colorir para que elas possam levar para casa, como incentivo à atividades lúdicas. Monte cantinhos da leitura em escolas que não têm bibliotecas, e permita que as crianças possam emprestar livros livremente.


Organize uma feira de troca de livros e gibis: Acredite no seu poder formador e transformador da leitura. Articule projetos de mediação e incentivo, à fim de aproximar o livro do leitor de forma agradável. Aposte na questão dos livros livres, da facilidade do acesso, da não burocracia. A importância do acesso facilitado é fundamental para que o hábito da leitura seja desenvolvido. O livro tem que deixar de ser visto como "para poucos" e tornar-se parte do cotidiano das pessoas, tornando-se "para todos".


Livros indicados para a volta às aulas






Daniele Carneiro e Juliano Rocha
Bibliotecas do Brasil
contato@biliotecasdobrasil.com
Fotos e arte: Daniele Carneiro e Juliano Rocha

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe