Biblioteca para pessoas em situação de rua

31.1.14

O relato em vídeo de Lourival Lopes Cancela é brilhante e nos mostra como a oportunidade na vida é tudo. Ele fala sobre seu trabalho de conclusão no curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Fundação Escola de Sociologia e Politica de São Paulo, a FESP/SP, onde se formou e conta a sua experiência dentro de uma biblioteca voltada para as pessoas em situação de rua em São Paulo.

O relato pessoal de Lourival reflete profundamente sobre várias situações que existem dentro de uma biblioteca, e essa em especial, a biblioteca do Centro de Acolhida Arsenal da Esperança, uma ONG que acolhe diariamente 1250 homens em situação de vulnerabilidade social, que fornece abrigo e condições para que as pessoas possam deixar as ruas.


Um dos tópicos que mais me chamou a atenção foi sobre a importância da acolhida e do bom atendimento pelos bibliotecários, para que os usuários sempre voltem e que tenham prazer em estar naquele local. A questão da acessibilidade sem discriminação é bem forte nas palavras do Lourival, um aprendizado que ele viveu na pele:
"A nossa pesquisa deixou bem claro para nós que a leitura é importante para qualquer pessoa, as pessoas gostam de ler. Os nossos dados estatísticos que obtivemos deixou bem claro que mais de 60% dos leitores dos que frequentavam a biblioteca da instituição também frequentavam outras bibliotecas, mais de 60% procuravam a biblioteca por gosto de ler, 70% era por causa da leitura, e com isso nós nos certificamos que independente da condição financeira ou da condição social em que as pessoas se encontram, elas gostam de ler. O que dificulta, o que faz com que essas pessoas não leiam, é a dificuldade de acesso. É a dificuldade de encontrar bibliotecas onde essas pessoas tenham acesso livre, tenham condições de folhear os livros, de retirar emprestado, e infelizmente, a grande maioria das bibliotecas públicas ainda exigem dessas pessoas aquilo que muitas vezes elas não tem que é o documento pessoal, um comprovante de residência. Além do que, muitos deles estavam sempre nos contando da dificuldade de frequentar também bibliotecas por estarem sempre vestidos muito simples, por não cheirarem bem e sempre estarem de chinelo ou de bermuda, com a calça não bem lavada, porque muitas vezes são as únicas peças que aquela pessoa possui, e com isso ela acaba perdendo essa oportunidade de despertar o prazer ou de saciar a sua sede pela leitura, pela informação e pelo conhecimento".
Lourival Lopes Cancela, servidor público da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.


Daniele Carneiro
Arte: Juliano Rocha
Foto Original: Monitoria FaBCI - FESPSP
Bibliotecas do Brasil
contato@bibliotecasdobrasil.com

VocÊ pode gostar também

1 comentários

  1. A história de Lourival é inspiradora, deve ser contata, recontata e internalizada por todos nós bibliotecários, para que possamos repensar a nossa forma de atuar nas bibliotecas.

    ResponderExcluir

Subscribe