Organize uma feira de doação de livros didáticos

29.5.13

Presentes  na vida das crianças e adolescentes ao longo dos anos escolares, os livros didáticos e paradidáticos são companhia durante a alfabetização e durante a construção do conhecimento. Em um país de dimensões continentais, em cada escola e em cada comunidade eles são tratados de forma diferente: Sabemos que são queimados ou são acumulados e abandonados em depósitos e salas obscuras de escolas e órgãos públicos, onde a estocagem de material didático persiste durante anos, sem passar por um processo de seleção, doação à comunidade, e não são submetidos à reutilização ou reciclagem

Para as pessoas interessadas em dar uma destinação mais nobre e sustentável aos livros didáticos, essas são algumas etapas sugeridas pelo blog Bibliotecas do Brasil  para a organização de uma feira solidária de doação de livros. As feiras solidárias de doação podem ser feitas por pessoas que por inúmeros motivos têm uma grande quantidade de livros didáticos, mas não sabem exatamente o que fazer com eles.

Foto

Livros: A primeira coisa que você tem a fazer é reunir alguns livros didáticos. Selecione aqueles que podem ser imediatamente utilizados por novos leitores. As boas condições são as seguintes: não podem estar amassados, riscados, manchados, rasgados, faltando páginas, se desmanchando, mofados ou embolorados. Os livros devem estar limpos. Aqueles que não atenderem essas condições pode ser encaminhados para uma cooperativa ou barracão de reciclagem.

Local: Defina um local acessível, pode ser em uma escola, em uma garagem, no estacionamento de um comércio, no hall de entrada de um shopping ou de um supermercado, em uma faculdade, na associação de moradores, em um parque ou em uma praça, e assim por diante.

Data: a doação deve ser em um dia e horários em que a comunidade possa participar ativamente, com a presença de seus filhos. A data é uma das informações essenciais nos cartazes e folders.


Quantidade de livros por pessoa: Defina quantos livros poderão ser doados a cada pessoa ou por família, já que se trata de uma feira solidária e todos os participantes deverão ser beneficiados. Pode ser um livro de cada disciplina, ou 5 livros por pessoa, converse com os envolvidos na organização da feira para juntos definirem essa quantidade. Leve em consideração se uma família tiver muitos filhos e abra exceções nesses casos.

Foto

Divulgação: Faça uma divulgação entre a comunidade próxima da escola, se a feira solidária ocorrer em uma: imprimir cartazes e folders e colar/distribuir em murais de associação de moradores, mercados, postos de saúde, postos de gasolina, videolocadoras, lan houses, lojas, e fazer uma divulgação através das redes sociais.Você pode falar com alguns dos seus vizinhos e amigos, que podem ter filhos que estejam interessados em livros didáticos para concursos ou cursos pré-vestibulares. No cartaz e nos folders devem ter as seguintes informações: Nome do evento, data, horário, endereço, telefone para informações, nome da pessoa ou do grupo de pessoas que está realizando a feira de doação.

Foto

Exposição dos livros: Os livros podem ficar expostos sobre mesas, para que os visitantes possam pegá-los, folheá-los, e ver se têm interesse em levar. Quanto mais acessíveis, melhor será para os visitantes da feira.

Sacolas: é bom que se tenha algumas sacolas disponíveis, as pessoas geralmente pedem sacolas para carregar os livros para casa. No cartaz do evento e nos folders pode ter a informação "traga a sua sacola", mas em caso de alguém esquecer, é bom ter algumas de reserva.

Reciclagem: Pense nas milhares de árvores que são cortadas para a produção de novos livros didáticos do ensino médio,  fundamental, de cursinhos pré-vestibulares e de concursos públicos. Doar para outras pessoas que possam reutilizá-los ajuda a minimizar essa destruição de árvores, e também através da reciclagem de livros usados​​.

Uma feira alternativa: Uma ideia que pode ser colocada em prática na feira é a troca de livros. Os organizadores da feira solidária podem pedir em troca dos livros didáticos, livros infantis por exemplo para serem doados à uma biblioteca de sua escolha. As pessoas interessadas nos livros didáticos trazem livros infantis para trocar, e esses livros podem ser repassados para uma biblioteca comunitária ou alguma iniciativa de difusão da leitura. Mas lembre-se: todas essas informações devem estar esclarecidas nos cartazes, folders, e nas redes sociais que os organizadores utilizarem.

Dica da Igreja do Livro Transformador: "Infelizmente muitos livros didáticos vão para o lixo diariamente. Uma das dicas que podemos deixar é que quem mora em comunidades mais afastadas de escolas, com poucos recursos ou simplesmente queira melhorar os índices escolares, crie bibliotecas colaborativas para que jovens e inclusive adultos possam usar esse material a seu próprio favor. Conhecimento nunca é demais e queimar livros é quase uma violência!"

Reutilização de Livros Didáticos em atividades contraturno: A Silvia Buchalla, coordenadora da Biblioteca Amigo Livro de Guaratuba, que promove atividades contraturno todo sábado para crianças e adolescentes, nos deu essa dica para despertar a criatividade das crianças fazendo uso dos livros didáticos que são doados para a biblioteca: "Na parte de português tem uns textos com imagens, eu recorto e faço cartelas para as crianças lerem em voz alta; vários livros desses têm textos de literatura brasileira interessantes - trechos de Drummond, Bilac, e até Chico Buarque, Vinicius, às vezes; outra possibilidade são as ilustrações, simples, que também recorto e dou para eles criarem histórias inventadas".



Leia mais:

Daniele Carneiro
contato@bibliotecasdobrasil.com
Arte: Juliano Rocha

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe