Bibliorodas - é assim que se faz uma revolução literária!

23.5.13

Edna Freitass e Clara Etiene são duas professoras formadas em Letras. Edna tem Mestrado em Literatura e Clara tem Doutorado em Literatura. Elas se conheceram em um projeto de pesquisa de promoção à leitura, na Universidade de Brasília. Conversa vai, conversa vem, tiveram a grande ideia de servir leitura em locais onde os livros não tivessem tanto acesso. Durante a semana elas têm seus trabalhos remunerados na área da educação, e aos sábados se dedicam ao trabalho voluntário de incentivo à leitura na feira.

Edna Freitass e Clara Etiene emprestam livros para feirantes e trabalhadores em Ceilândia no Distrito Federal com o projeto Bibibliorodas.

Funcionárias do Shopping Popular de Ceilândia emprestam livros

As professoras começaram seu projeto em Ceilândia no Distrito Federal em 2010, localizada na periferia de Brasília, atuando no Shopping Popular da cidade. Segundo Edna, "shopping é uma maneira de dizer. Na verdade trata-se de uma construção denominada de shopping, em que foram colocados feirantes. Foram transferidos de um outro local para esse. Conseguimos um espaço nesse shopping/feira. Ficávamos no primeiro andar, em uma sala. Recebíamos colegas da literatura, pessoas da comunidade. Mas a nossa vontade é que o feirante fosse até nós. Convidávamos mas poucos subiam até a Torre A. Foi aí que decidimos descer a torre e irmos ao encontro do leitor. Por ser uma feira, adquirimos dois carrinhos de feira e começamos a circular". Assim nasceram as Bibliorodas.

As Bibliorodas encontram as leitoras em seus locais de trabalho.

A Edna nos contou mais sobre as Bibliorodas: "somos apaixonadas pelo que fazemos, é o nosso segredo. Ser voluntário é fundamental. Pelo blog você pode ver que temos uma estante tamanho médio, livros e muito amor aos livros, à leitura, que o outro tenha acesso ao livro. No sentido de que eles circulem. O contagiante é que nos últimos tempos, os feirantes chegam com livros para doar às Bibliorodas. Em nossa festa de encerramento das atividades de 2012 foi maravilhoso quando os feirantes viram na praça, a exposição com as fotos de nossas expedições ao longo do ano. Esse nosso trabalho mostra que é possível fazermos muito com muito pouco".

Vários incentivadores acompanham as Bibliorodas na festa itinerante da literatura

Em 2012 as amigas submeteram essa experiência tão bem sucedida a um edital da Biblioteca Nacional, Funarte e Ministério da Cultura. O Bibliorodas foi o primeiro colocado da região centro-oeste. Submetido ao edital, Edna e Clara deveriam levar o projeto a uma região diferente da que atuavam e multiplicar sua experiência  O nordeste foi escolhido, mais especificamente quatro municípios do Ceará: Banabuiú, Quixadá, Quixeramobim e Senador Pompeu

Em março de 2013 elas foram ao sertão central fazer o reconhecimento dos municípios. Em julho, durante todo o mês, irão ao sertão para o desenvolvimento do projeto as Expedições Literárias. Por isso agora elas estão promovendo uma de arrecadação de livros, a campanha Doe Um Livro.

Expedições Literárias: A ideia desse projeto desenvolveu-se a partir das Bibliorodas. Edna e Clara pretendem realizar experiências simples e acessíveis de sensibilização de leitores a partir da vivência de atividades literárias intensivas em feiras livres. O princípio norteador das expedições literárias é deslocar-se para ir ao encontro dos leitores nos locais inusitados, onde os livros não estão acessíveis devido aos fatores sociais, marcados pela precariedade de recursos para o desenvolvimento de ações artísticas.

Apaixonadas pelo incentivo à leitura.

Doe Um Livro | Bibliorodas: Você tem algum livro de literatura para doar? Um romance já lido? Um livro de poemas esquecido? Histórias infantis que coloriram a infância de uma criança? Livros pesando em prateleiras imobilizadas? As Bibliorodas precisam de livros para circular literatura no interior do Ceará. Se você tem livros a doar, nos avise através do email bibliorodas@gmail.com

Clara Etiene

Filha de mãe maranhense e pai pernambucano, viveu sua infância e adolescência na cidade de Ceilândia, onde a mãe que é artesã, ainda hoje é feirante. Formou-se em Letras, lecionou e estudou em seu Mestrado e Doutorado questões relacionadas à leitura literária. Desde de 2010 desenvolve atividades de sensibilização literária em Ceilândia.

Edna Freitass


Cearense de Baturité, sua história de leitora passa pela história das feiras livres de Baturité, Aracoiaba, Quixadá e Fortaleza, no Ceará, e de Ceilândia, no Distrito Federal. No contato direto com as pessoas que fazem a leitura no DF, ela voltou ao chão de sua infância e construiu um mapa da leitura da literatura no Distrito Federal em sua dissertação de mestrado. Desde 2007 atua em grupos de incentivo a leitura literária.

Vamos acompanhar o blog Bibliorodas e as andanças dessas duas determinadas amigas.


Eu não deixo meus livros presos na estante.
Se você também doa seus livros, use este adesivo com orgulho!
Arte: Juliano Rocha

Fotos: Blog Bibliorodas e Facebook.

VocÊ pode gostar também

10 comentários

  1. Bibliotecas do Brasil, é assim que se faz uma Revolução Literária! Agradecemos a bela postagem a respeito das Ações das Bibliorodas Expedições Literárias.
    Abraços Literários.
    Edna Freitass e Clara Etiene

    ResponderExcluir
  2. Gente, que trabalho sensacional!!!
    Sempre me emociono com esse tipo de iniciativa...
    Sou do Rio de Janeiro, vocês pretendem um dia vir por aqui?
    Forte abraço e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leitora Juliana, obrigada pelas palavras de incentivo.
      Ainda chegaremos ao Rio.
      Abraços literários.

      Excluir
  3. Parabéns! Esse trabalho é maravilhoso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito querida amiga Lisianny, as Bibliorodas têm porções de vc, leitora literária.
      Obrigada pelo carinho. Continue conosco, acompanhando nossas Expedições.

      Excluir
  4. Tudo no projeto das Bibliorodas é tocante. Eu pude ver de perto. E agora as Bibliorodas estão rodando por aí promovendo rodadas de leitura.
    Parabéns, Clara e Edna! Vida longa para o projeto. Um projeto tão acertadamente chamado Bibliorodas nasceu para circular. Rodas pra que te quero!
    Abs,
    Tarlei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Tarlei, agradecemos sua torcida. Abraços literários.

      Excluir
  5. Que iniciativa bacana! Parabéns!
    abraço,
    Claudia

    ResponderExcluir

  6. É muito bom fazer parte de um projeto importante, incentivar as pessoas lê.

    Lê é desenvolver a mente para novas ideias.

    ResponderExcluir
  7. Hosana é uma das voluntárias do Bibliorodas e motivo de muito orgulho para nós. Ela sabe, como ninguém, abordar o leitor feirante. Parabéns, Hosana. Obrigada por vc estar conosco.

    ResponderExcluir

Subscribe