Contação da Rua fecha 2013 com energia positiva

28.12.13

É bonito demais conhecer uma iniciativa voluntária que acredita com todas as forças na infância e valoriza o que há de mais bonito nessa vida: o brincar. A Dany Danielle, contadora de histórias e uma das idealizadoras do projeto Contação da Rua escreveu essas palavras para nos contar como foi o ano desse projeto que tem encantado pessoas de todas as idades em João Pessoa na Paraíba.

"A Contação da Rua encerra este ano com um saldo muito positivo. Levamos para mais de 1000 crianças as nossas músicas, as nossas histórias, os nossos livros livres e as nossas brincadeiras. Foram mais de 30 Contações diferentes, em diversos lugares diferentes, mas tendo como ponto fixo a Praça da Paz, em João Pessoa.

Vivemos momentos de muito aprendizado, de muita troca, crescemos bastante em diversos aspectos, mas principalmente, crescemos ao sentirmos que nossa missão pode ser de grande importância para aqueles que farão toda a diferença no futuro: as crianças.


Houve momentos em que a voz faltou, em que a chuva atrapalhou, em que o carro de som estacionou ao nosso lado impedindo que as crianças ouvissem as histórias. Houve o dia em que a vontade era ficar em casa, descansando, mas a vontade de beneficiar o outro falou mais alto. Mas, houve também, aquele bocado de momentos bons, de sorrisos sinceros, de olhos atentos a cada nova história contada.


Neste curto caminho que percorremos, encontramos muitas pessoas especiais, que tornaram a nossa Contação ainda mais especial. Gratidão a cada joaninha que nos acolheu, nos recebeu com amor e nos incentivou a continuar a nossa trajetória.


Dentre essas pessoas, está um grupo de crianças mais do que especiais. Essas crianças, que deveriam estar estudando, deveriam ter roupas limpas, deveriam ter o que comer, passam a semana vendendo doces dentro dos ônibus da cidade, passam o dia trabalhando a mando dos seus pais, para poderem ter o que comer ao final do dia.


Mas no sábado, esse grupo de 5 crianças, esquecem as obrigações e os problemas que, tão precocemente a vida lhes impôs, e entram no nosso mundo, onde a criança é o centro das atenções e o bem mais importante. Então, essas crianças deixam de lado o trabalho e brincam, cantam, ouvem histórias, envolvem-se nas atividades, sorriem e saem de lá com um livrinho em baixo do braço. Mesmo sem saber ler elas fazem questão de repetir a mesma frase ao final de cada Contação: “A gente pode pegar um livro?”  E claro que a resposta é sempre sim. É por eles e por todas as outras crianças que sentam na grama conosco nas tardes de sábado que a Contação da Rua existe. E somos gratos em poder contribuir com uma gotinha de alegria para essas vidas. E que em 2014 possamos continuar a nossa caminhada. Feliz Novo Ano. Feliz Novo ciclo".



Fotos: Facebook da Contação da Rua

VocÊ pode gostar também

1 comentários

  1. O Projeto é muito bom, além de espalhar o gosto pela leitura, desperta interesse em outras artes, como o teatro de ecofantoches, a criança em cena (que podem apresentar piadas, músicas, recitar, mágicas ou que a criança quiser fazer ou expor no momento, a criança é o show) até apresentação de ballet já teve em plena praça, cantigas de roda e por ai vai o céu é o limite para tanta imaginação e diversão. Teve também a feira de troca de brinquedos no dia das crianças, as crianças puderam aprender a negociar, economizar ao invés do consumo desenfreado. Não é só leitura tem muitos outros benefícios atrelados ao Projeto. Ah se toda praça tivesse um cantinho cheio de Amor e Respeito como esse. Parabéns a todos que fazem e participam da Contação da Rua.

    ResponderExcluir

Subscribe