Maria Alice Cartonera - a editora artesanal criada por uma professora

12.10.18


A Francisca Ferreira é professora orientadora em sala de aula e em sala de leitura, mãe do Felipe e idealizadora da página Leituras e Leiturinhas, que visa o incentivo à leitura por meio de divulgação de bons livros, desafios e projetos literários. 

Conhecemos a Francisca através de sua página no Instagram, a História Nossa de Cada Livro, e acompanhamos suas publicações, que têm maravilhosas dicas de leitura com livros inclusivos, voltados para a diversidade humana e são muito bonitos. Recentemente, ela deu um novo passo em sua jornada como educadora e montou a iniciativa Maria Alice Cartonera. 


Entramos em contato com a Francisca para saber sobre essa deliciosa combinação de arte cartonera com educação e sala de aula. Para relembrar o que é uma cartonera, é uma das formas de definir a prática de publicar livros artesanais (as cartoneras) confeccionados com capas de papelão. Essa prática artesanal teve seu início na Argentina no começo dos anos 2000 e tem com constância se espalhado pela América Latina e outros cantos do mundo. Ao longo desses anos, temos visto surgir muitas autoras, autores, artistas e poetas cartoneras(os), todos realizando suas publicações envolvendo a reciclagem do papelão e a sustentabilidade. Inclusive temos encontrado muitas pessoas que estão trabalhando com papelão, com esculturas com papelão, com quadros em alto relevo de papelão e que sequer têm notícia do movimento cartonero surgido na Argentina. Mexer com papelão é instintivo e fazer artesanato é uma arte natural à humanidade.

Francisca contou aqui para o blog Bibliotecas do Brasil como começou seu interesse pelos livros cartoneros.

Pintura com bolinhas de gude - A criatividade floresce na Oficina Cartonera da Professora Francisca
"A ideia começou a surgir em janeiro de 2018, depois que participei de uma oficina com o Vinícius, da Flora Cartonera (@minimodiario). Ele me apresentou os livros cartoneros produzidos por ele de uma forma muito especial. O que mais me chamou a atenção foi a possibilidade de produzir capas únicas e trabalhar com o erro, ou seja, o que, aparentemente, é um erro pode tornar-se algo lindo. 'Aceite o erro', foi a frase que ficou na minha cabeça, exatamente o que penso sobre o processo educativo, o qual podemos entender como um movimento de acertos e erros. Não tinha como não ficar encantada. Depois disso, comecei a pesquisar e encontrei a sua editora (Magnolia Cartonera) e muitas outras". 
"Nossos momentos de pintura com materiais não estruturados: uma forma de criar com um recurso chamado imaginação. Experimentamos a pintura com bolinha de gude, mãos, dedos, tampinha de garrafa, esponja de lavar louça, barbante, dentre outros. Podemos dizer que essa foi a primeira etapa da "Oficina Unir Páginas, Costurar Palavras - Livro Cartonero". Alguém duvida que foi a parte mais divertida?"


Pesquisa
"O trabalho está em andamento, começou com a pesquisa sobre o livro cartonero, em seguida, realizamos experimentos com papelão e tinta. Passamos pela etapa de ler livros cartoneros, os da Magnolia Cartonera foram os primeiros".


Alunas e alunos criando arte na "Oficina Unir Páginas, Costurar Palavras - Livro Cartonero" da Professora Francisca



Oficinas
"Logo depois, preparei algumas oficinas com o objetivo de produzir capas para compor uma coletânea de poemas dos alunos do fundamental II. O trabalho foi dividido, uma turma confeccionou as capas e a outra produziu os poemas.
A experiência está sendo realizada com alunos entre 9 e 13 anos, muito positiva, pois agrega valor à produção deles e possibilita o trabalho com diferentes artes (literatura, costura e pintura). Além de incentivar a autoria, desmistifica a figura do escritor, afinal, com a facilidade da publicação independente, todos podem escrever e publicar.
Depois dos primeiros passos, surgiram várias ideias, uma delas é continuar publicando os poemas dos alunos, proporcionar a escrita de contos individuais e coletivos para publicação. Os livros farão parte apenas do acervo da nossa sala de leitura, mas já produzimos alguns para presentear".   


No Instagram, Francisca escreveu:
"Livro cartonero tornou-se uma paixão, estou encantada com a possibilidade de criá-los".

Essa é a Francisca, professora cartonera

Nosso projeto de produção de Livro Cartonero nasceu. 😍 Nos meses de agosto e setembro pesquisamos muito sobre editoras independentes que produzem livro cartonero. Ouvimos poesia, conhecemos livros de diferentes formatos, criamos nossa história coletiva e inventamos nosso passaporte do leitor. Foram momentos de muita arte em papelão. Também praticamos o desapego, pois a cada capa produzida precisávamos desapegar, pois seriam para compor livros com poesias de alunos do fundamental II, alguns seriam dados de presente no nosso Sarau/Slam e outros ficariam para compor o acervo da sala de leitura. Uma etapa importante foi a costura com agulha de verdade. Até o último minuto eles não acreditavam que eu deixaria a agulha nas mãos deles. Agora temos uma Editora Cartonera que por enquanto chama-se Maria Alice Cartonera 😍. Nosso catálogo já e composto por livros de poesia dos alunos de 2016/2018 e passaporte do leitor, em breve, teremos contos ilustrados individuais e coletivos. Que delícia brincar de editora. Brincadeira séria! 😁

Acompanhe o trabalho da Professora Francisca pela internet:

Aprenda a fazer o seu próprio livro cartonero

Venha aprender com a Magnolia Cartonera como fazer seus próprios livros artesanais com capas de papelão. ‘Sobre Livros Cartoneros’ de Daniele Carneiro e Juliano Rocha, partilha a técnica de encadernação artesanal prática e simples da Magnolia Cartonera, e as etapas necessárias para transformar seus textos em um livro autopublicado com capas feitas de caixas de papelão reutilizado. Desde as primeiras etapas, passando pela escrita, seleção das caixas, pintura, costura, acabamento, publicação e venda dos livros, vamos conversar sobre os detalhes mais importantes que vão interessar e motivar quem quiser se dedicar à arte cartonera.


  • Sobre Livros Cartoneros - edição cartonera - *Edição cartonera = livros artesanais com capas confeccionadas com papelão. Livros feitos em tiragens de 50 e 100 exemplares, disponíveis por tempo limitado em nossa loja online.

  • Ebook Sobre Livros cartoneros na Amazon - ebooks da Magnolia Cartonera estão disponíveis para leitura gratuita para pessoas inscritas no programa Kindle Unlimited da Amazon.

O que você vai aprender com esse livro?
O livro tem 6 capítulos e eles abordam O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL de temas que consideramos indispensáveis. Este é um aprofundado estudo sobre como fazer livros com capas de papelão com a Magnolia Cartonera, do jeito que nós fazemos. Fizemos aqui um ‘resuminho’ com os tópicos chave do livro, mas fique sabendo desde já que isto não é TUDO o que há de mais maravilhoso neste livro. Veja mais informações sobre o livro em nossa loja online ou direto na Amazon. Apoie autoras e autores independentes.

Matéria: Daniele Carneiro - Magnolia Cartonera e Bibliotecas do Brasil
Fotos dos livros "Sobre Livros Cartoneros": Daniele Carneiro
Fotos da Maria Alice Cartonera: Francisca Ferreira

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe