Biblioteca Cora Coralina inaugura Sala Temática Feminista em São Paulo

2.7.15


A Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, inaugura neste sábado, dia 4, a primeira sala temática feminista de São Paulo, que ficará sediada na Biblioteca Cora Coralina, em Guaianases, zona leste.

A programação que marca a abertura deste espaço dentro da biblioteca, começa ao meio-dia com uma apresentação da poeta Tula Pilar, ex-moradora de rua que lançou um livro de poesias. Na sequência, apresentam-se as rappers Amanda Negrasim, Yzaú e Sharylaine. O encerramento acontece com o Sarau do Coletivo Juntas na Luta, que combina música, dança e poesia. Concebida a partir da vocação natural do espaço da biblioteca, que já recebe o nome de uma marcante escritora brasileira, o local agora se propõe a unir essa trajetória, valorizando a luta e as ações do movimento em defesa dos direitos das mulheres, pauta que ainda hoje se mostra relevante e necessária.

Sob a curadoria da artista Biba Rigo, uma das salas desta biblioteca que foi inaugurada em 1966, recebeu ambientação com a temática feminista, contando com a participação das mulheres que, a partir de suas próprias histórias, olhares e experiências, participaram de oficinas de artes visuais e garantiram ao local um visual com destaque para o empoderamento das mulheres na apropriação de seu espaço. Além de um acervo com mais de mil obras para consultas, estudos e pesquisas, a Biblioteca Temática Feminista Cora Coralina quer se consolidar como um ponto de referência cultural na discussão de gênero e feminismo de São Paulo, a partir de uma programação cultural continuada, com atividades de cinema, música, teatro, literatura, rodas de conversa e oficinas.


A rede de bibliotecas temáticas da cidade de São Paulo é organizada pela Coordenadoria do Sistema Municipal de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura. Além da oferta de acervo dedicado a um tema específico, os espaços recebem programação sobre o assunto, fortalecendo a sua divulgação. Atualmente, a rede já conta com 13 unidades que trazem os seguintes temas: Poesia (Biblioteca Alceu Amoroso Lima), Literatura Fantástica (Biblioteca Viriato Corrêa), Arquitetura e Urbanismo (Biblioteca Prestes Maia), Ciências (Biblioteca Mário Schenberg), Cinema (Biblioteca Roberto Santos), Cultura Afro-brasileira (Biblioteca Paulo Duarte), Cultura Popular (Biblioteca Belmonte), Literatura Policial (Biblioteca Paulo Setubal), Meio Ambiente (Biblioteca Raul Bopp), Música (Biblioteca Cassiano Ricardo), Conto de Fadas (Biblioteca Hans Christian Andersen), Direitos Humanos (Biblioteca Maria Firmina dos Reis – no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes) e, agora, Feminista (Biblioteca Cora Coralina). Para mais informações, acesse o site: www.bibliotecas.sp.gov.br

Confira a programação da inauguração no dia 4 de Julho de 2015:
12h - Apresentação da poeta Tula Pilar
13h - Apresentação das rappers Amanda Negrasim, Yzalú e Sharylaine
14h30 - Encerramento com o Sarau do coletivo Juntas na Luta

Com informações do site da Prefeitura de São Paulo e do evento no Facebook.

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe