Bibliotecas livres e espaços de leitura em shoppings

7.7.16


É bom ver que os shoppings às vezes percebem que eles podem ter um papel importante na vida das pessoas além do consumismo. Com a quantia de pessoas que passam pelos shoppings diariamente, eles podem ser pólos de cultura gratuita e acessível e com um horário bastante amigável, já que ficam abertos até tarde. Aqui em Curitiba não existem centros culturais públicos ou até mesmo bibliotecas onde se possa ficar até tarde da noite lendo, utilizando o wi-fi gratuito como os Sescs em São Paulo, que mantém salas de leitura que funcionam até às 21h. Nós visitamos uma dessas salas de leitura na Vila Mariana que tem doze horas e meia diárias de atendimento ao público. E esse tipo de serviço é fundamental para o aceso aos livros, para o incentivo à leitura e ao conhecimento. O destino de muitas pessoas em Curitiba em busca de distração acabam sendo os shoppings, já que também não temos mais cinemas de rua.


No Shopping Total no bairro Portão em Curitiba, foi montada essa biblioteca livre com estantes feitas de pallets, uma ideia muito bacana para quem quer montar uma biblioteca com poucos recursos. No espaço há um sofá e banquetos para que as pessoas possam sentar e para apoiar o notebook, alguns deles feitos com carretéis de madeira reutilizados. A biblioteca livre também tem tomadas disponíveis para o uso de quem precisar. 
Esse local fica numa área mais afastada das lojas, então é mais tranquilo para quem está em busca de sossego para ler, utilizar o computador ou descansar um pouco.

As bibliotecas livres em geral necessitam da colaboração e da partilha de livros das pessoas que frequentam o local e se encantam com a ideia. Quanto mais pessoas estiverem dispostas a doar os livros que já se desapegaram, e que estão em excelentes condições de uso para passar adiante, mais oportunidade de leitura será gerado. É essencial que sempre seja feita uma seleção dos livros pelas pessoas quem mantém bibliotecas livres, e o envolvimento da comunidade leitora seja incentivado, para que as bibliotecas livres não percam seu objetivo inicial, que é o de partilhar livros diversificados para todas as idades e públicos. 


O que infelizmente acontece em bibliotecas livres é o acúmulo de livros religiosos que destoam do princípio das bibliotecas livres, independentes e laicas, pois acabam tornando esses espaços em bibliotecas temáticas, voltadas para uma determinada doutrina, subjugando-as a um só tipo de pensamento ou interesse. Abordamos todos esses temas em nosso livro cartonero 'Ideias para Bibliotecas Livres', à venda aqui no blog.

Em algumas cidades do Brasil, vários shoppings estão montando feiras de alimentos orgânicos em seus espaços, e também espaços de leitura e bibliotecas colaborativas. Para nós que apreciamos a companhia dos livros e amamos bibliotecas livres, ver os shoppings mostrando que estão abertos a novas ideias, mais sustentáveis, que proporcionam melhor qualidade de vida e que facilitam o acesso aos livros e aos alimentos orgânicos é uma evolução.

Espaço de Leitura do Shopping Total
Rua Itacolomi, nº 292 - Portão, Curitiba/PR
Horário de atendimento: das 10h às 22h


Atualização em 13 de outubro de 2016
Como escrevi no artigo acima, o acúmulo de livros religiosos que destoam e nada tem a ver com o princípio das bibliotecas livres, de livros deteriorados, excesso de revistas velhas e com assuntos nada interessantes, a falta de rotatividade de livros de literatura e de leitura por prazer, a falta de estratégias de engajamento da comunidade interessada em ler, o abandono do projeto, e principalmente a poluição sonora no entorno da biblioteca, tornam o projeto inviável, e acabam transformando a iniciativa que poderia ter certa relevância no bairro, em mais um projeto esquecido, abandonado e pouco significativo.

Fotos: Juliano Rocha - Creative Commons 
Foto: Shopping Total
Acompanhe pelo Instagram a nossa produção cartonera. Acesse: https://www.instagram.com/bibliotecasbr/
Assine nossa newsletter nesse link: http://eepurl.com/bfdTjH

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe