Biblioteca comunitária em condomínio: espaço cultural para moradores

3.3.13


Já pensou em montar uma biblioteca comunitária no condomínio onde você mora? Então conheça o casal Mário e Orildes de Santa Catarina. Eles resolveram montar uma biblioteca no condomínio para que as moradores possam ter um local de fácil acesso à leitura. Na cidade de São José, região metropolitana de Florianópolis em Santa Catarina, o projeto de montar uma biblioteca foi tirado do papel pelo síndico Mário e sua esposa, quando eles decidiram montar uma biblioteca comunitária para os moradores. Orildes Verônica Cossa, a idealizadora do projeto, percebeu que muitos moradores descartavam livros como material reciclável para a coleta seletiva, então ela e o marido decidiram construir um espaço para dar uma destinação correta as obras. Agora os moradores têm um local que é silencioso e arejado para ler e estudar, e que pode ser utilizado para pesquisas e trocas de livros.


A última pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, divulgada pelo Instituto Pró-Livro ao entrevistar mais de 5 mil pessoas em 315 municípios do País, concluiu que o hábito da leitura dos brasileiros caiu – a parcela de leitores passou de 55% em 2007 para 50% da população em 2011. Em São José, região da Grande Florianópolis, os moradores do Condomínio Boulevard Nair Vieira perceberam a oportunidade de incentivar o hábito de ler e investiram na construção de uma biblioteca comunitária.
De acordo com o síndico Mário Nicolau Gomes, a ideia do espaço é propiciar a troca de livros entre os moradores e evitar que as obras sejam descartadas como lixo. “Percebemos que muitos condôminos descartavam livros na coleta seletiva de reciclados, então resolvemos construir esse espaço para destinar as obras corretamente”, diz.


A esposa do síndico, Orildes Veronica Cossa, é a idealizadora do projeto. Ela conta que a “Sala de Estudos Nair Vieira” superou as expectativas e hoje possui um acervo composto por mais de 500 obras. “Não conseguimos catalogar, mas a estimativa é essa. São obras diversas, literárias, livros técnicos e científicos, em bom estado, doados pelos moradores”, diz. O residencial recebe, inclusive, doações de pessoas de fora do condomínio que sabem da existência da biblioteca.

A biblioteca do Condomínio Boulevard Nair Vieira foi montada com a ajuda dos moradores, em um espaço da área comum antes inativo. “Com a aprovação da assembleia, compramos mesas, cadeiras, armários e montamos tudo com os recursos de outro trabalho que realizamos de venda de materiais recicláveis”, revela Orildes Cossa. Entretanto, a princípio, os moradores estavam inseguros diante da utilidade desse novo espaço. “No início muitos pensaram que seria inútil, mas hoje os condôminos percebem as vantagens da biblioteca”, conta Cossa. Além de ser um local para empréstimo de livros, há moradores que também usam a sala para estudar. “O ambiente é silencioso e adequado para as crianças fazerem os deveres, sem distração”, ressalta Orildes.

O morador Ademir João Vieira frequenta diariamente o espaço. Para ele, o ambiente é ideal para o estudo. “É uma ótima oportunidade, o local é silencioso e arejado para ler e estudar”. Vieira revela que lê, em média, de seis a oito livros por ano, mas confessa que gostaria de ler mais. Sabendo da importância da leitura para o desenvolvimento intelectual, Ademir e sua esposa buscam incentivar seu filho. “Meu filho gosta de muito de ler. Agora ele tem a biblioteca do condomínio para aproveitar também”. Ainda segundo Ademir, a sala de estudos no residencial foi útil, pois ele percebe que, muitas vezes, não há espaço para os livros dentro do apartamento. “Na falta de espaço, é importante ter um lugar no condomínio para promover o círculo de leitura e passar o livro já lido para frente”, conclui.

O morador Vilson Martins Filho é professor universitário e também é usuário da biblioteca do condomínio. Devido à profissão que exerce, ele considera o espaço muito útil. “Para mim é um prato cheio. O acervo é de qualidade e, melhor, fica na minha casa. Uso a biblioteca como extensão do meu trabalho para pesquisas e trocas de livros”, relata. Vilson destaca o índice que aponta os brasileiros em classificação abaixo da média de leitura em comparação a outros países. “Em termos culturais, precisamos estimular a leitura. Nós estamos fazendo a nossa parte. Espero que todos os moradores estejam usufruindo desse espaço”, enfatiza.

Leia mais:
Bibliotecas do Brasil - contato@bibliotecasdobrasil.com

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe