Biblioteca Livre do Complexo Hospitalar da UFC - Palavras que encantam, palavras que curam

21.6.16

A Roseli Alcântara Madeiro é bibliotecária, trabalha no hospital universitário da UFC - Universidade Federal do Ceará e entrou em contato com o blog Bibliotecas do Brasil para contar a novidade: 

"Ontem (15/06/2016) inauguramos o projeto 'Biblioteca livre: palavras que encantam, palavras que curam' no complexo hospitalar da UFC que envolve o Hospital Walter Cantídio e a Maternidade Assis Chateaubriand. Usamos na nossa identidade visual a marca 'Leia, Empreste ou Devolva' da iniciativa voluntária do blog Bibliotecas do Brasil, para incentivar o empréstimo com o compromisso consciente de devolver. A inauguração foi muito legal. Conseguimos envolver as gerências e elas apoiaram a ideia. Lá no hospital e na maternidade estão todos encantados com o projeto, de médicos à pacientes a ideia está sendo bem aceita".

O cartaz bacana da biblioteca livre: A iniciativa 'Leia, Empreste ou Devolva' é do blog Bibliotecas do Brasil, de Daniele Carneiro e Juliano Rocha. Ficamos felizes e lisonjeados pelo uso da arte da iniciativa e pelos créditos.

Roseli nos contou mais: "Conseguimos fazer um momento especial, com palavras do superintendente do hospital, de médicos e até contação de histórias. Pessoas que aceitaram nosso convite com amor e foram voluntariamente. Teve até descerramento do cartaz do projeto, foi bem lindo. Tivemos algumas inspirações e apoios. O blog Bibliotecas do Brasil foi uma das nossas lindas inspirações.
Pensamos na etiqueta pra ficar claro que a pessoa pode pegar o livro e depois devolver. Contamos com a ajuda das meninas da comunicação do hospital. Elas também abraçaram a ideia e entenderam exatamente o que a gente queria".

Entre as várias inspirações de partilha de livros que o projeto pesquisou, entre elas estava o livro cartonero 'Ideias para Bibliotecas Livres - Um manual prático de autogestão independente' editado pelo blog Bibliotecas do Brasil e Magnolia Cartonera, que a bibliotecária Islânia Castro fez circular entre seus colegas de trabalho. Além de promover a leitura, as bibliotecas livres vão gerar acolhimento às pessoas que passam pelos locais.


Bloco dos ambulatórios do hospital
Fomos encontrando pelo caminho vários apoiadores. É muito lindo ver crianças, senhorinhas, os contínuos e seguranças do hospital pegando livros para ler. 
Com apoio e envolvimento de mais pessoas solidárias o projeto cresce e se desenrola melhor. Como o hospital e a maternidade têm uma grande rotatividade de pessoas, a biblioteca livre é uma oportunidade enorme de entrar em contato com os livros de maneira gratuita e facilitada.

Já leu um livro hoje? Aqui há várias opções. Foto na maternidade.


Biblioteca livre na Maternidade Assis Chateaubriand. No centro da foto está a bibliotecária Roseli Alcântara, responsável pela montagem do espaço de leitura e a psicóloga da unidade de desenvolvimento de pessoas, Ana Paula Torres, que é parceira nesse projeto, os médicos e convidada(os) para a inauguração.

A importância da higienização das mãos

A bibliotecária Roseli contou que logo no início do projeto, quando a viabilidade da montagem da biblioteca livre no hospital estava sendo estudada, o infectologista da instituição foi chamado para dar um parecer. "Ele adorou a ideia, incentivou o projeto e disse que era simples de resolver a questão da higienização: é só disponibilizar álcool em gel para as pessoas que quiserem emprestar livros e um cartaz foi providenciado com orientações sobre como lavar as mãos e como fazer a higienização antes e depois de pegar os livros".



Bibliotecas livres


Foram inaugurados pontos fixos de incentivo à leitura no prédio administrativo e nas Ilhas de Ambulatórios do Hospital Universitário Walter Cantídio e na Maternidade Escola Assis Chateaubriand. No hospital as estantes estão localizadas na Radiologia e na recepção das Ilhas, já na maternidade, na recepção e nos três primeiros andares. No hospital o projeto conta com um carrinho semelhante ao de supermercado para que os livros possam chegar aos outros espaços da instituição.

Carrinho de empréstimos para circular os livros livres pelo hospital

O pessoal já aproveitando um momento de leitura na biblioteca livre recém inaugurada


Para saber mais sobre o projeto Biblioteca Livre
Basta entrar em contato com a Unidade de Desenvolvimento de Pessoas (UDP) pelos telefones (85) 3366.8186 (Hospital Universitário Walter Cantídio) e 3366.8517 (Maternidade Escola Assis Chateaubriand) ou pelo e-mail udp.huwc.meac@ebserh.gov.br

Doação: O espaço aceita doações de livros de literatura brasileira e estrangeira, autoajuda, histórias em quadrinhos, infantis e demais gêneros (exceto livros didáticos). Leia os 6 passos para uma doação consciente de livros antes de doar.

Fotos e informações: Roseli Alcântara e Unidade de Comunicação Social Hospital Universitário Walter Cantídio.
Matéria: Daniele Carneiro - Bibliotecas do Brasil


  • Para conhecer e utilizar as artes da iniciativa voluntária Leia, Empreste ou Devolva acesse o post com informações e entre em contato conosco através do email contato@bibliotecasdobrasil.com
  • Acompanhe-nos pelo Instagram. Acesse: bibliotecasbr
  • Assine nossa newsletter e acompanhe notícias sobre bibliotecas livres, comunitárias e espaços de leitura nesse link: http://eepurl.com/bfdTjH

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe