Continue dizendo o nome dela: Breonna Taylor! Vidas Negras Importam | Black Lives Matter

13.3.21

A jovem de 26 anos Breonna Taylor foi morta há um ano. A vida dela importava. Vidas negras importam. 

365 dias passaram e o mundo ainda não viu justiça para esse caso.

Aqui no Brasil, infelizmente, temos tantas histórias parecidas com a dela em que a justiça ainda não foi feita, como o caso de Marielle Franco. Mais de mil dias sem justiça para Marielle.

Elas deveriam estar vivas hoje. Elas tinham um futuro. Elas não devem ser esquecidas.

Nesse março, mês internacional de luta pelos direitos das mulheres, neste Breonna Taylor Day, relembramos Breonna e Marielle e a importância de continuar a exigir justiça para as mulheres negras.

Ilustração de @robinho_santana e Texto do IG da @oprah 

"Para quem perdeu um ente querido, você sabe que os “primeiros” são sempre os mais difíceis. As primeiras férias sem eles. O primeiro aniversário. O primeiro aniversário de sua morte.

Há um ano, Breonna Taylor foi acordada atordoada e morta a tiros em sua casa por policiais à paisana. Uma filha, irmã, namorada e amiga de muitos repentinamente morreu tragicamente.

No início, era apenas a família de Breonna dizendo o nome dela. Demorou meses, mas eventualmente aquelas poucas vozes que tentavam desesperadamente chamar a atenção para o caso dela se transformaram em milhares. Esses milhares de vozes se transformaram em milhões. Esses milhões se transformaram em um movimento.

Um ano depois, ainda não há justiça para ela. Mas nos lembramos. Nós nunca esqueceremos. E diga em voz alta o nome dela hoje em homenagem a uma vida que merecia ser vivida plenamente. BREONNA TAYLOR! "

Vidas Negras Importam - Black Lives Matter

Diante da importância de constantemente nos colocarmos como aliados na luta antiracismo, disponibilizamos RECURSOS GRATUITOS para combater o racismo em bibliotecas, salas de aula e espaços de leitura. Acesse este link: > https://bit.ly/2Mzdbqq <

'Bibliotecas Contra o Ódio' é um projeto em andamento do Blog Bibliotecas do Brasil que nasceu a partir de vários textos escritos por Daniele Carneiro e Juliano Rocha, mostrando ações de diversas bibliotecas internacionais de combate ao racismo, à homofobia e às mais diversas formas de injustiça social. A iniciativa foi ampliada para o livro 'Bibliotecas Mudam o Mundo' publicado em 2016 pela Magnolia Cartonera e compilamos no post linkado acima uma lista de recursos, ações, iniciativas, artigos, filmes e diversos materiais importantes para você usar e se aprofundar sobre o combate ao racismo.


Post: Daniele Carneiro - Magnolia Cartonera | Blog Bibliotecas do Brasil
Com informações e texto também do IG da Oprah Winfrey.

VocÊ pode gostar também

0 comentários

Subscribe